segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Subir e descer em segurança: vai uma ajudinha!

Subir e descer em segurança: vai uma ajudinha!

O início de fevereiro trouxe mais mobilidade à comunidade escolar da Escola EB 2,3 Dr. Guilherme de Carvalho. A instalação de vários corrimãos nos vãos de escadas exteriores, no pátio da escola, facilita o acesso aos vários pavilhões que compõem a escola. A Associação de Pais do Agrupamento de Escolas Dr. Guilherme Correia de Carvalho agradece a todos os cidadãos do município de Seia que votaram no projeto apresentado ao Programa Bairro Feliz entre os dias 21 de novembro e 11 de dezembro de 2019. Sem a vossa confiança, a concretização deste projeto não teria sido possível. 

Não menos importante, a APEG endereça um especial agradecimento ao Pingo Doce que, através do seu Programa Bairro Feliz, permitiu a melhoria das infraestruturas da Escola EB 2,3 Dr. Guilherme de Carvalho.

Saudações Académicas, 

APEG




terça-feira, 8 de outubro de 2019

Convocatória para Assembleia Geral Ordinária

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA 
CONVOCATÓRIA
Nos termos do artigo 12º do Regulamento Interno, convocamos todos os associados da Associação de Pais do Agrupamento de Escolas Dr. Guilherme Correia de Carvalho a participarem na Assembleia-Geral Ordinária da nossa Associação a realizar no, dia 21 de Outubro de 2019 pelas  20H30 –  nas instalações da Escola Sede do Agrupamento de Escolas - Dr. Guilherme Correia de Carvalho, com a seguinte Ordem de Trabalhos:
1 – Informações
2 – Discussão e votação do Relatório de Contas da Direção Cessante
3 – Eleição dos Órgãos Sociais para o biénio 2019/2021
4 – Assuntos Diversos
Se à hora indicada não houver o quórum previsto nos Estatutos e Regulamento Interno desta Associação, a Assembleia funcionará em segunda convocatória trinta minutos depois, ou seja às 21H00, no mesmo local, com qualquer número de membros efectivos presentes, e a mesma ordem de trabalhos.

Seia, 25 de Setembro de 2019
A Presidente da Assembleia-Geral
(Gabriela Silva Martins Almeida)

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Resultados dos inquéritos aos pais e encarregados de educação sobre a nova organização curricular dos 2.º e 3.º ciclo

Âmbito do Inquérito

No âmbito do Programa do XXI Governo Constitucional da República Portuguesa, foi autorizada a implementação do projeto de autonomia e flexibilidade curricular dos ensinos básico e secundário, estando a mesma definida no despacho n.º 5908/2017 de 5 de julho. 
O Agrupamento de Escolas Dr. Guilherme Correia de Carvalho (AEDrGCC) implementou uma nova organização curricular no ano letivo 2018/2019, tendo esta alteração afetado os anos de escolaridade ministrados na Escola EB 2,3 Dr. Guilherme Correia de Carvalho (escola sede), nomeadamente os 5.º, 7.º, 8.º e 9.º anos. Entre as várias novidades, salientam-se a adoção de um regime escolar semestral em algumas disciplinas, a alteração da duração das aulas ou a implementação de metodologias de ensino/avaliação diferentes das tradicionais aulas expositivas. 
Com intuito de se pronunciar sobre a implementação tanto da nova organização curricular como da metodologia de ensino, a APEG decidiu inquirir pais e encarregados de educação cujos filhos e filhas frequentaram os 2.º e 3.º ciclos de ensino, compilando os resultados obtidos e opiniões expressas no presente documento. Igualmente, pretende-se que este documento seja um elemento de trabalho para as várias estruturas do AEDrGCC que têm a responsabilidade de preparar o próximo ano letivo, ou seja, o ano letivo 2019/2010.
O inquérito proposto a pais e encarregados de educação foi da inteira responsabilidade da APEG, tendo a iniciativa sido bem recebida pela direção do AEDrGCC pelas informações relevantes que o mesmo poderia trazer para o contínuo melhoramento do ensino ministrado neste agrupamento de escolas, principalmente na escola sede. A divulgação deste inquérito foi realizada em estreita colaboração entre a APEG e a direção do AEDrGCC com vista a maximizar o número de respostas e, consequentemente, legitimar as conclusões apresentadas e resumidas neste documento. Assim, esta iniciativa foi comunicada pessoalmente, pelas diretoras e diretores de turma, a todos os pais e encarregados de educação aquando da entrega das avaliações do final de ano, tendo a hiperligação de acesso ao inquérito sido partilhada via e-mail. Igualmente, a APEG divulgou na sua página da rede social Facebook a hiperligação de acesso ao inquérito. A divulgação do inquérito iniciou-se no dia 25 de junho de 2019, tendo o prazo de preenchimento do inquérito terminado a 4 de julho do mesmo ano. O inquérito foi elaborado na plataforma Google Docs, tendo estado acessível em http://bit.ly/2wJD6E0.

População Alvo do Inquérito

Segundo informações obtidas pelos serviços académicos do AEDrGCC, frequentaram, no ano letivo 2018/2019, 530 alunas e alunos. 202 frequentaram o 2.º ciclo de escolaridade e 328 o 3.º ciclo de escolaridade obrigatória.
Durante o período de vigência do inquérito 76 pais e encarregados de educação responderam ao inquérito, representando assim apenas 14,3% da população alvo deste inquérito. Repartindo o número de respostas por anos de escolaridade obtém-se:
o  5.º ano: 8 respostas (7,3 % dos alunos matriculados neste ano escolar);
o  6.º ano: 16 respostas (17,4 % dos alunos matriculados neste ano escolar);
o  7.º ano: 28 respostas (25,7 % dos alunos matriculados neste ano escolar);
o  8.º ano: 17 respostas (15,5 % dos alunos matriculados neste ano escolar);
o  9.º ano: 7 respostas (6,4 % dos alunos matriculados neste ano escolar).

Principais conclusões dos Inquéritos

As principais ideias, sugestões, preocupações e críticas da Associação de Pais do AEDrGCC referentes à implementação da nova organização curricular estão descritas e fundamentadas do documento final entregue à direção da escola e que pode ser descarregado aqui, nomeadamente na Secção 5. Os comentários apresentados têm como base os resultados do inquérito feito aos pais e encarregados de educação e os principais comentários feitos pelos inquiridos no formulário do inquérito. 
Dos diversos aspetos abordados nos inquéritos, é feita uma análise mais pormenorizada a cinco temáticas que, ou por exibirem resultados mais controversos ou pelas implicações serem, na ótica desta associação, mais relevantes, requerem uma maior atenção. Face aos resultados obtidos, a APEG recomenda que, na preparação do próximo ano letivo, sejam considerados os seguintes aspetos:
1. A implementação da nova organização curricular não garante, por si só, melhor aproveitamento. Esta implementação tem de ser acompanhada por metodologias de ensino mais apelativas e integradas que cative a atenção de um público que, fruto da evolução tecnológica e social, tende a ser mais difícil.
2.   Os cuidados de saúde são temáticas abordadas com cada vez maior frequência em várias disciplinas e ao longo de todo o percurso escolar. Assim, o peso do material escolar e as consequências que o transporte diário pode provocar na postura ou desenvolvimento de crianças não pode ser ignorado pela Escola. Assim, a APEG apela ao incentivo pela aquisição das licenças digitais dos manuais escolares, evitando assim o transporte diários destes manuais nos percursos casa-escola-casa. O uso das tecnologias digitais, não só aliviará o peso transportado como poderá ser uma motivação adicional para alunas e alunos. Neste contexto, tanto o AEDrGCC bem como a APEG e outros parceiros, nomeadamente a Câmara Municipal de Seia, deverão, na medida do possível, interpelar entidades com responsabilidades governamentais ou com maior representatividade a nível nacional para solucionar a problemática do excesso de peso diariamente transportado para a escola.
3.   A APEG concorda com a otimização de horário, permitindo, uma estabilidade do horário escolar. Todavia, e conhecendo a complexidade que a elaboração de horário acarreta, esta otimização deve ser feita de forma integrada. A redução do tempo de aulas para 50 min aparenta não ser compatível como este objetivo. Assim, a APEG sugere que esta solução seja repensada e revista em função das melhores práticas pedagógicas.
4.    A implementação do regime semestral não deve dificultar o processo de aprendizagem ou o contínuo aperfeiçoamento cognitivo da aluna e do aluno. A lecionação de disciplinas que requerem continuidade pedagógica, tais como as línguas estrangeiras, não parecem ter enquadramento num regime semestral. Assim, numa sociedade cada vez mais global e com vista a uma maior internacionalização dos jovens do município de Seia, a APEG sugere que as disciplinas de Inglês e de Língua Estrangeira II sejam lecionada em regime anual.
5.     O acompanhamento diário de alunas e alunos é importante no seu desenvolvimento cognitivo e no aproveitamento escolar. Desta forma, recomenda-se que as direções de turma sejam atribuídas a professoras e professores que, diariamente, tenham contacto crianças mais problemáticas ou que requeiram mais atenção.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Dia Mundial do Ambiente 2019 - A qualidade do ar

A 5 de junho de 1972, iniciou-se a 1.ª Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano, primeiro de vários eventos sobre o meio ambiente e alterações climáticas, dos quais resultaram, entre outros, a Declaração do Rio (1992), o Protocolo de Kyoto (1997) e o Acordo de Paris (2015).

Apesar de várias vozes dissonantes, as alterações climáticas são um facto e estão a acontecer neste momento. Em Portugal, são vários os sinais que têm vindo a alertar a sociedade para os efeitos das alterações climáticas: ondas de calor mais frequentes, redução da pluviosidade (secas e condicionamento na utilização de água potável), incêndios florestais mas severos e mais frequentes, erosão costeira com redução da orla costeira etc. 

Este ano, o mote do dia mundial do ambiente é a qualidade do ar. Com intuito de avaliar o conhecimento dos mais pequenos sobre este temática, no âmbito de uma investigação académica, a APEG elaborou, em colaboração com os centros escolares de Seia e de São Romão, um pequeno inquérito do qual resultaram as conclusões ilustradas na Figura 1. Esta figura ilustra um Póster informativo que pretende alertar a comunidade escolar para as fontes e os efeitos da poluição do ar. Este póster foi complementado com vários desenhos elaborados por alunos do primeiro ciclo com soluções para melhorarmos a qualidade do ar que respiramos. 

Convida-se a comunidade escolar a ler os vários Pósteres distribuídos na Escola EB 2,3 Dr. Guilherme Correia de Carvalho, no Centro Escolar de São Romão e no Centro Escolar de Seia.  

Figura 1: Póster sobre a qualidade do ar.

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Histórias da Ajudaris Escritas (e Ilustradas) por Jovens Autores


Em 2017, professores e alunos foram convidados e desafiados a escreverem histórias ou poemas sob a temática da família com vista à sua publicação no livro da AJUDARIS nesse ano. Neste fascículo, apenas duas histórias foram publicadas.

Ontem, 3 de abril de 2019, foi apresentado o livro que reúne todas as obras alunas e alunos do pré-escolar e das escolas do primeiro ciclo do Agrupamento de Escolas Dr. Guilherme Correia de Carvalho escreveram em 2017. O sarau, que contou com a presença de toda a comunidade escolar (professores, auxiliares de educação, alunos, pais, município e demais entidades do concelho envolvidas na educação), permitiu que os jovens autores lessem ou declamassem as obras por eles escritas.

A APEG felicita todas as pessoas envolvidas na elaboração deste livro que veio enriquecer a cultura senense, por si já muito rica, destacando-se, primeiramente, as crianças bem como professoras e educadoras diretamente envolvidas na elaboração das histórias editadas. A APEG agradece igualmente à coordenação das bibliotecas escolares do agrupamento e à AJUDARIS pela edição deste livro. Por fim, uma mensagem especial de apreço à ilustradora do livro, também aluna do agrupamento. 

Parabéns a todas e todas.